Há 94 anos, Tarsila do Amaral estava pintando Abaporu para presentear seu marido Oswald de Andrade pelo seu aniversário (11/1/1980). Inspirado pelo presente, Oswald escreveu o Manifesto Antropófago e fundou o Movimento Antropofágico.

O quadro acabou se tornando uma síntese do Movimento Modernista. A antropofagia, no sentido de absorver a cultura europeia, dominante na época, e transformá-la em algo nacional, foi influenciada pelo Abaporu.

Abaporu, há 94 anos, representa o Brasil por todos os lugares que já esteve exposto. O Abaporu foi exibido no Brasil em 2008, em mostra na Pinacoteca do Estado de São Paulo, em 2011, no Palácio do Planalto, em Brasília; e em 2016, no Rio de Janeiro. Em 2018 ele esteve no MoMA em Nova Iorque;

Em abril de 2019, a obra foi exposta no Masp, na exposição retrospectiva Tarsila Popular. Hoje ele está localizado no Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires (Malba)