Reformados pouco antes de serem registrados pela artista, a icônica pintura de Tarsila do Amaral retrata o viaduto do Chá e o vale do Anhangabaú de maneira estilizada. Sendo a cidade —e em especial a região em questão— bastante movimentada, chama a atenção a ausência de uma figura humana.

capaSegundo texto enviado pela Pinacoteca, nesta pintura “a metrópole é caracterizada por seus aspectos modernos: em primeiro plano destacam-se a bomba de gasolina e o poste de luz.
.
Em seguida, o bonde, o viaduto de ferro, o prédio em construção e a publicidade com números atestam os avanços do progresso”.
.
A obra pode ser vista na exposição “Arte no Brasil: Uma História do Modernismo na Pinacoteca de São Paulo”.

Lgo. Gen. Osório, 66, Luz, região central, tel. 3335-4990. Sex. e sáb.: 10h às 17h30 (c/ permanência até as 18h). Livre. Ingr.: R$ 6 (Estação Pinacoteca e Pinacoteca do Estado; grátis qui., após as 17h, e sáb.; todo dia grátis p/ menores de 10, maiores de 60 anos,). Estac. (R$ 10 p/ 3 h). Visita monitorada c/ agendamento p/ 3324-0943.

Texto: Bruno B. Soraggi
Fonte: Revista São Paulo / Folha de São Paulo