A partir desta terça (1º), o público poderá conferir duas novas exposições no MAM (Museu de Arte Moderna) de São Paulo: “Vontade Construtiva na Coleção Fadel”, com obras de Hélio Oiticica, Lygia Clark, Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, entre outros artistas; e “Poder Provisório”, com obras do acervo do MAM que discutem o poder e a hierarquia na sociedade.

Vontade Construtiva na Coleção Fadel

A mostra “Vontade Construtiva na Coleção Fadel” apresenta 216 obras, parte do acervo de três mil obras da Coleção Hecilda e Sergio Fadel.

O conjunto de obras revela a construção cultural do país por meio dos movimentos modernos e pós-modernos na arte. Para montar a exposição, o curador Paulo Herkenhoff se inspirou na frase de Hélio Oiticica, de que existe na arte brasileira “uma vontade construtiva geral” e incluiu ainda artistas como Iberê Camargo, Ivan Serpa, Waldemar Cordeiro, Waltércio Caldas e Abraham Palatnik.

A vontade construtiva pode ser exemplificada por obras como “Maternidade em círculos” (1908), de Belmiro de Almeida – anterior à Semana de Arte Moderna de 1922. Também pode ser notado o construtivismo da geração modernista nos retratos de Mário de Andrade e Oswald de Andrade, feitos por Anita Malfatti; e nas obras “A Boneca”(1928) de Tarsila do Amaral, e “Roda de Samba” (1929) de Di Cavalcanti.

Algumas peças foram compradas exclusivamente para esta mostra, como o conjunto de sete peças de serigrafia de Mary Vieira e duas obras do concretista Maurício Nogueira Lima, entre outras.

Poder Provisório

Com 86 obras de acervo, “Poder Provisório” pretende levantar uma discussão sobre as esferas de poder em contraponto aos problemas sociais históricos do Brasil, através de imagens e obras conceituais, que têm a fotografia como suporte.

Sob curadoria de Eder Chiodetto, a exposição traz obras dos últimos 50 anos e inclui registros contemporâneos, como a queda das Torres Gêmeas; e uma série de fotos de Orlando Brito, da década de 1970 a 1990, que revelam a ascensão de Lula, o presidente João Figueiredo no poder, guerrilha do Araguaia e a votação das Diretas Já.

Imagens das manifestações de junho de 2013, registradas pelo coletivo Mídia Ninja, também fazem parte da exposição e são novidades no acervo do MAM.

Inspirada no poema “Cidade/City/Cité”, de Augusto de Campos, a exposição apresenta os trabalhos em uma linha contínua, não cronológica, alterando temas e autores.

Serviço
Vontade Construtiva na Coleção Fadel
Quando: Visitação de 1º de abril a 15 de junho
Onde:Grande Sala – MAM-SP – Parque do Ibirapuera (av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Portão 3)
Quanto: R$ 6 (inteira); gratuito aos domingos.
Funcionamento: Terça a domingo, das 10h às 17h30 (com permanência até as 18h)
Mais informações: (11) 5085-1300 e www.mam.org.br

Poder Provisório
Quando: Visitação de 1º de abril a 15 de junho de 2014.
Onde: Sala Paulo Figueiredo- Museu de Arte Moderna de São Paulo – Parque do Ibirapuera (av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Portão 3)
Quanto: R$ 6 (inteira); gratuito aos domingos.
Funcionamento: Terça a domingo, das 10h às 17h30 (com permanência até as 18h)
Mais informações: (11) 5085-1300 ou www.mam.org.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *