Years 30 to 50

Em meados dos anos quarenta, Tarsila fez quatro obras magníficas, Praia (1947), Primavera (1946), Roda (1947) e Terra (1943), com uma evocação antropofágica, corpos distendidos no espaço infinito, e uma atmosfera de sonho. Apesar do pequeno número de trabalhos, podemos considerar uma fase distinta, por ser totalmente diferente de sua produção até o momento e lembrar claramente características da antropofagia.